quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Minibiografia de Martim Lutero


1483 - 10 de novembro: Martim Lutero nasce em Eisleben, na Alemanha, filho de João e Margarida.


1501 - Cursa o primeiro ciclo das artes liberais e, ao

1505 concluir recebe o título de Mestre de Artes.

1505 – 2 de julho: Lutero promete ser monge. 17 de julho: Procura o Convento dos Eremitas Agostinianos em Erfurt, para entrar na vida monástica.

1507 – Realiza seus estudos de teologia. 1512 – Recebe o título de Doutor em Teologia e é designado para ser professor de Bíblia na Universidade de Wittenberg.

1513/ - Lutero é pregador no convento e na igreja

1514 de Wittenberg.

1517 – 31 de outubro: Lutero torna conhecidas suas 95 Teses sobre o valor da indulgência, em Wittenberg.

1519 – No Debate de Heidelberg torna conhecida sua Teologia da Cruz.

1520 – Publicação dos seus principais escritos, entre eles : Sermão sobre boas obras, Da liberdade cristã, Do cativeiro babilônico da Igreja e Á nobreza cristã da Nação Alemã.

1521 – 3 de janeiro: Papa Leão X emite a bula de excomunhão de Lutero.

26 de maio: Publicação do Édito de Worms, que proíbe a divulgação e o ensino da doutrina defendida por Martim Lutero. Lutero é banido. No Wartburgo, ele traduz o Novo Testamento.

1522 – Guerra dos Camponeses. Lutero manifestasse sobre o acontecimento em escritos, como: Exortação a paz, a propósito dos doze artigos dos camponeses da Suábia, Contra os camponeses homicidas e salteadores. Discute com Erasmo, de Rotterdam, no escrito De servo arbítrio.

13 de junho: Casamento de Martim Lutero com Catarina Von Bora.

1529 – Martim Lutero publica o Catecismo Maior e Menor.

Os príncipes do Norte e de catorze cidades do Sul da Alemanha protestam contra as decisões da Dieta de Espira para impedir o avenço da Reforma. Daí surge a expressão “protestantes”.

1 – 4 de outubro: Martim Lutero e Zwínglio encontram-se em Marburgo, Alemanha, para um diálogo. Concordam em todos os pontos da doutrina evangélica, menos na Santa Ceia.

1530 – 25 de junho: Leitura da Confissão de Augsburgo, redigida por Felipe Melanchthon, na Dieta convocada para esclarecer a doutrina de fé testemunhada por Lutero e seus seguidores (pastores, comunidade e príncipes). A Confissão de Augsburgo fica sendo um documento-base das igrejas luteranas no mundo.

1534 – Publicação da primeira edição da Bíblia traduzida por Martim Lutero.

1537 – Martim Lutero escreve os Artigos de Esmalcalda, onde, mais uma vez, o Reformador resume os pontos principais da doutrina cristã.

1539 – Publicação do primeiro volume de seus escritos alemães. No mesmo ano, publica o escrito Dos Concílios e da Igreja.

1545 – Publicação do folheto Contra o Papado Romano fundado pelo fundado pelo Diabo, escrito por Martim Lutero.

1546 – Martim Lutero viaja para Eisleben, para ser mediador de um conflito entre os condes de Mansfeld.

18 de fevereiro: Martim Lutero falece em Eisleben.

22 de fevereiro: Martim Lutero é sepultado em Wittenberg.